O que o elearning tem a ver com o trânsito

Em Julho, o trânsito de São Paulo melhora visivelmente por conta das férias. Neste período, a cidade não é sobrecarregada pelo trânsito de pessoas em busca de aprendizado. Não é notável como elas representam boa parte das população que circula pelas ruas? Além dos alunos, no período de férias não ocorre a circulação dos professores, dos funcionários das instituições de ensino, dos ônibus de excursões e dos pais que levam e trazem seus filhos. Tudo isso, além de sobrecarregar o trânsito, aumenta a poluição da cidade, gera despesas de deslocamento e custa tempo.

Pensando nisso, vejo como o elearning pode ter impactos diretos no planejamento urbano em um futuro próximo. As aulas presenciais poderiam continuar a acontecer quando realmente fosse necessário (uma atividade em grupo, por exemplo) mas com as pessoas aprendendo pelo menos parte do tempo em casa, o trânsito fluiria melhor, e de quebra os alunos não precisariam investir tempo e dinheiro para assistir aulas que poderiam ser transmitidas até sua casa via Internet.

Anúncios

One Comment on “O que o elearning tem a ver com o trânsito”

  1. Carlos Elson disse:

    Excelente visual e desenvolvimento do tema.
    Impressiona ver quão lento é o uso no Brasil do e-learning. Há um enorme mercado a ser desenvolvido. Parabéns a vocês pelo pioneirismo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s