Não faça o aluno perder tempo com bla-bla-bla

Não é ruim quando você vai assistir uma aula, uma reunião ou um congresso e percebe que aquela meia hora de bla-bla-bla poderia ser resumida em três ou quatro sentenças?

Pensando no público de e-learning, ser consico e claro é ainda mais crítico, devido o cansaço da leitura na tela do PC e a facilidade que o aluno tem de sair do curso e, por exemplo, responder seus recados no Orkut.

No artigo anterior havia comentado sobre não fazer o aluno perder tempo com recursos desnecessários. Neste artigo, postei algumas sugestões em como fazer isso com uma redação concisa e direta. Espero que gostem!

Livre-se do metadiscurso…

Ou seja, não escreva sobre o que você está escrevendo. Por exemplo:

“Gostaria de aproveitar esta oportunidade para parabenizá-lo pelo encerramento do curso”.

Não há necessidade de dizer ao aluno o que você irá fazer. Simplemente dê os parabéns! Veja outro exemplo:

Ruim: “Na minha opinião, eu acho que deveríamos cortar as taxas de impostos”.

Aceitável: “Acho que deveríamos cortar as taxas de impostos”.

Melhorada: “Deveríamos cortar taxas de impostos”.

Melhor: “Cortar impostos”.

Na última versão, de doze palavras, chegamos a apenas duas. Em uma apresentação, estas palavras transmitem exatamente o que foi dito na primeira sentença, pois, se você está expressando a intenção de cortar impostos, fica implícito que você tem a opinião que deveriam ser cortadas as taxas de impostos.

Diga não à redundância…

Não utilize mais palavras além do necessário para expressar a idéia. Por exemplo:

“Ao recordar-se da história do seu passado, a garota gritou alto em seu próprio quarto de dormir .”

Nesta sentença, o excesso de palavras redundantes faz o leitor perder o foco no enredo e retira a emoção da frase. Talvez ficasse melhor assim:

“Ao recordar-se de seu passado, a garota gritou em seu quarto”.

Descarte termos pretensiosos…

Evite palavras pouco conhecidas, prefira termos simples. Alguns acreditam que, por utilizar termos complicados irão impressionar seus leitores, mas geralmente o efeito é o contrário. Mas atenção: saiba diferenciar o que é termo técnico e o que é palavreado desnecessário. Ao desenvolver conteúdo para cursos online, frequentemente nos deparamos com uma terminologia que não é comum à nossa, mas é utilizada na área em questão.

Anúncios

2 Comentários on “Não faça o aluno perder tempo com bla-bla-bla”

  1. Carlos Elson disse:

    Muito bom o texto. Excelente. Pequena correção na palavra conciso, no box sob a figura.

  2. mauriciosantosh disse:

    É isso aí! Quem tem mais o que falar é o aluno!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s